MPF faz inspeção no Hospital Regional de Vilhena por suspeita de água contaminada

​​​​​​​Foram coletadas amostras da água do poço artesiano para análise

ASCOM/MPF-RO
Publicada em 12 de junho de 2019 às 17:07
MPF faz inspeção no Hospital Regional de Vilhena por suspeita de água contaminada

Ontem, terça-feira (11), uma denúncia anônima feita ao Ministério Público Federal em Vilhena informou que o Hospital Regional de Vilhena estaria sendo abastecido por um poço artesiano contaminado e toda a água seria imprópria para consumo humano. No mesmo dia, os procuradores da República Samara Dalloul e Lucas Costa Almeida Dias foram ao Hospital para verificar a situação, acompanhados de servidores da Vigilância Sanitária do Município, do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE - autarquia responsável pelo abastecimento de água) e da Polícia Federal.

Na inspeção, foram coletadas amostras que serão analisadas no laboratório do SAAE e também pela Polícia Federal. Durante toda a tarde de ontem, os procuradores da República permaneceram no Hospital Regional e tiveram acesso à cópia de processo licitatório em que há dois laudos que apontam a má qualidade de água - com presença de coliformes fecais e sua impropriedade pra consumo. Os documentos analisados são de 2018.

Os procuradores notificaram pessoalmente o administrador do Hospital para informar até a próxima segunda-feira (17) qual medida emergencial será adotada diante da gravidade da situação. Durante a inspeção também foram verificadas outras irregularidades que serão investigadas pelo MPF.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook