Comarca de Vilhena: processos a serem julgados em novembro pelo Tribunal do Júri

Em todos os casos, as sessões de julgamentos estão previstas para iniciarem às 8h30

Assessoria de Comunicação Institucional
Publicada em 06 de outubro de 2022 às 16:39
Comarca de Vilhena: processos a serem julgados em novembro pelo Tribunal do Júri

O Tribunal do Júri da Comarca de Vilhena-RO divulgou o agendamento de processos criminais a serem julgados entre os dias 3 de novembro e 1º de dezembro do ano em curso. Em todos os casos, as sessões de julgamentos estão previstas para iniciarem às 8h30.

No dia 3 de novembro será apreciado o primeiro processo envolvendo dois acusados: é a ação penal n. 0009527-57.2014.8.22.0014. Os réus José Claudio da Silva e Wanderson Rodrigues da Silva são acusados de matar Fabrício William Augusto da Silva, com um pedaço de madeira. A motivação do crime seria a negação do pagamento, pela vítima, de uma dívida a Wanderson Rodrigues, relativo à compra de um par de tênis no valor de 80 reais. Segundo a sentença de pronúncia, o crime aconteceu no dia 26 de abril de 2014, em Vilhena.

No dia 7, será julgado o réu Weverton Alves Gonçalves (processo n. 7003020-14.2021.8.22.0014), preso em flagrante no dia 7 de maio de 2021, por ter matado Sidney Marcos da Silva Nogueira com três tiros na cabeça, enquanto dormia, em sua residência. A sentença de pronúncia aponta que a vítima e o réu eram conhecidos de longa data, inclusive chegaram a morar no mesmo imóvel, porém a motivação do crime foi de que a vítima reclamou da forma como o réu tratava a sua prima. 

No dia 8, será julgado o Processo n. 7003439-97.2022.8.22.0014, no qual foram pronunciados os réus Diego Rosa da Rocha e Rennilson Pereira da Silva. Consta que, na noite do dia 10 de março de 2022, os acusados tentaram matar a facadas as vítimas Edson Araújo Pereira e Otoniel Siqueira Pereira. Só não finalizaram a execução por circunstâncias alheias à vontade dos réus.

Prosseguindo as reuniões solenes, dia 9 será julgado o Processo n. 0002376-64.2019.8.22.0014, no qual figura como réu Sidney Dias da Costa. O réu é denunciado por tentativa de homicídio. Ele deu vários tiros na vítima Rafael Carlos Lopes, em um posto de combustível, no Bairro Vila Operária, em Vilhena. Os tiros causaram várias lesões na vítima.

No dia 10, quem se sentará na cadeira dos réus é Almir Rocha Junior (processo n. 0002335-34.2018.8.22.0014). Ele é acusado de ter matado, no dia 31 de maio de 2018, a vítima Kenia de Carvalho Calam com várias facadas. A motivação do crime teria sido desentendimento relacionado ao consumo de drogas.

Já no dia 11, quem será julgado é Leidvan Gaston dos Santos (processo n. 7012108-76.2021.8.22.0014), que, no dia 29 de setembro de 2021, teria tentado matar Gabriel Mendes Rodrigues a pauladas. A motivação do réu foi um desentendimento com a vítima, que, no dia do fato, foi até à residência do acusado pedir desculpa, assim como receber uma quantia de 50 reais que havia emprestado ao agressor. Porém, ao chegar no local, foi recebido com socos, chutes e pauladas.

No dia 16, acontecerá o julgamento do processo n. 0002223-36.2016.8.22.0014, no qual é pronunciado o réu Clebson Santos Vieira, sob acusação de ter matado a tiros Júlio da Silva Machado. Embora o acusado negue ter praticado o delito, o caso será decidido pelos jurados, que representam a sociedade, no Tribunal do Júri. O fato aconteceu no dia 25 de abril de 2016, em Vilhena.

Patrick Jhonatan Lerois Alves (processo n. 7010251-92.2021.8.22.0014) será julgado o dia 29, pelo assassinato de Ronaldo Pablo de Oliveira Duartez, com pedaço de madeira e uma faca. A motivação do crime foi uma discussão por causa do volume alto de som que era executado pela vítima. O crime aconteceu entre a noite do dia 10 e a manhã do dia 11 de outubro de 2021, na Rua Palestra Itália, n. 2713, Setor Embratel, na cidade de Vilhena.

Fechando o ciclo das sessões solenes do mês de novembro, dia 30 vai a julgamento os réus Geovane da Silva Rosa e Jean da Silva Rosa (processo n. 0000725-26.2021.8.22.0014). Eles são acusados de matar Lindomar de Souza, com golpes de machado, chegando a decapitar a vítima, assim como arrancar parte de um braço. O crime aconteceu na zona rural de Vilhena, em local denominado de Fazenda Risadinha, no dia 30 de março de 2021.

E no dia 1º de dezembro de 2022, será julgado Eliomar Alves Gomes, por tentativa de feminicídio (processo n. 7001838-56.2022.8.22.0014). O acusado, por não aceitar o fim do relacionamento, teria golpeado sua ex-companheira, Josilene dos Santos Pedroso,  perfurando seu pulmão e pescoço. A vítima só não foi morta porque conseguiu se livrar e pedir ajuda a populares. 

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook