Follador dá parecer favorável a abertura de crédito de R$ 3,4 milhões para Emater

O deputado explicou que a aplicação desses recursos nos projetos e iniciativas da Emater vai beneficiar diretamente cerca de 50 mil famílias de pequenos produtores rurais em todos os municípios do Estado

Ascom
Publicada em 25 de maio de 2021 às 14:53
Follador dá parecer favorável a abertura de crédito de R$ 3,4 milhões para Emater

O deputado Adelino Follador (DEM) deu parecer favorável à aprovação do Projeto do Executivo, de abertura de crédito adicional suplementar no valor de R$ 3,4 milhões para a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), para aquisição de material e equipamentos de Tecnologia da Informação (TI) e para reformar e melhorar as sedes dos escritórios regionais da empresa em todo Estado.

Para o deputado que foi relator do projeto na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa, a partir da aprovação em Plenário será possível realizar uma série de medidas e adotar várias providências, como a reforma das instalações físicas nas 85 unidades da Emater, além de compor sua estrutura administrativa e operacional de modernos recursos tecnológicos para o aprimoramento da prestação de serviços de assistência técnica ao produtor rural.

O projeto que restou aprovado na CCJ, na verdade, é uma indicação do próprio deputado Adelino Follador, que é historicamente um dos mais importantes parlamentares aliados e que tem origem no campo, tendo defendido não apenas a reforma dos escritórios regionais, mas também melhorias das condições de trabalho para os extensionistas e servidores da Emater.

O deputado explicou que a aplicação desses recursos nos projetos e iniciativas da Emater vai beneficiar diretamente cerca de 50 mil famílias de pequenos produtores rurais em todos os municípios do Estado, na execução de programas de geração de renda, superação da pobreza e das desigualdades em todas as áreas, possibilitando com isso condições adequadas para melhoria da qualidade de vida das famílias rurais do Estado.

“Fizemos, em tempo, o que era de nossa obrigação”, disse Follador cobrando a aprovação do projeto no Plenário da Casa, e as consequentes medidas do Executivo para sua implementação, de modo a torná-lo realidade, e seus benefício chegarem à ponta, no homem do campo, no pequeno o produtor de leite, grãos, de peixe e nas milhares de famílias dos projetos da Agricultura Familiar.

Envie seu Comentário

 

Comentários

    Seja o primeiro a comentar

Envie Comentários utilizando sua conta do Facebook